Arquivo da tag: seda pura

Noiva: Joyce Rebello

A noiva de hoje é a Joyce Rebello que me descobriu depois de assistir ao programa “Chuva de Arroz” do GNT, no qual eu havia confeccionado um vestido para outra noiva. No mesmo dia que ela me procurou, conversamos e já fechamos o modelo. Ela chegou com uma ideia em mente e já sabia como queria o vestido. Foram umas cinco provas e na última, ela ficou muito feliz pois o vestido ficou exatamente como ela queria. O modelo foi confeccionado com renda francesa, Musselini de seda pura, cetim de seda pura e forro de alfa seda. Super calma, Joyce foi uma noiva ótima e não me deu trabalho. E o resultado ficou lindo!

Veja as fotos e abaixo o depoimento da Joyce!

Noiva_Joyce Rebello

Foto: Um instante fotografia /Cerimônia e Festa: Maison Paineiras/Data: 04/08/2013

Noiva_Joyce Rebello2

Foto: Um instante fotografia /Cerimônia e Festa: Maison Paineiras/Data: 04/08/2013

Noiva_Joyce Rebello3

Foto: Um instante fotografia /Cerimônia e Festa: Maison Paineiras/Data: 04/08/2013

Noiva_Joyce Rebello4

Foto: Um instante fotografia /Cerimônia e Festa: Maison Paineiras/Data: 04/08/2013

Miguel e eu moramos juntos há 6 anos porém, sempre comentávamos de fazer uma festa para celebrar nossa união. Até que em janeiro desse ano deixamos de protelar e decidimos colocar o desejo em prática. Após uma busca rápida pela internet, fechamos no final do mês de janeiro a casa de festas que foi o item que efetivamente deu início a realização do sonho.

Após essa etapa, fui em busca de um vestido, achei que seria algo relativamente fácil uma vez que sempre soube o estilo que queria, algo que demonstrasse minha personalidade e minhas preferências. Nada brilhoso, com renda delicada, toques retrô e romântico. Ledo engano!

Comecei minhas buscas pelos sites americanos e ingleses, e não encontrei nada que me agradasse. Aproveitei uma viagem à Espanha e marquei numa loja e quando provei o vestido que havia gostado pela internet, vi que seria muito mais difícil do que imaginava, não me identifiquei com a saia bolo de noiva e ainda soube nesse dia que a maior parte dos vestidos necessitam que se use anáguas. Eu detestei a anágua, resolvi ali que queria um vestido sem esse item, que fosse mais fluído.

Retornando ao Brasil, ainda procurei em lojas de aluguel sem encontrar nenhum modelo que me identificasse, decidindo nesse momento partir para confecção do vestido e ao final, já quando havia encontrado apenas uma loja em São Paulo que vendia o estilo que tinha em mente, vi por acaso um episódio do programa “Chuva de Arroz” que aparecia uma noiva com um vestido feito pela Magali. Sabendo que o casamento tinha ocorrido no Rio, prontamente fui ao site e peguei o telefone. Até isso ocorrer já estávamos em março e o meu casamento estava marcado para o primeiro final de semana de agosto.

Insegura com relação ao tempo e aos valores, mas incentivada pela minha mãe, liguei para a Magali e perguntei se era viável fazer um vestido em 5 meses e quanto seria o valor médio. Como o valor estava na média do de São Paulo, marquei com ela na semana seguinte e assim começou nossa história.

Apesar de ter ideia do que queria, eu não sei desenhar e não tenho hábito de guardar referências, então quase tudo foi feito pegando elementos de vários vestidos e explicando mais ou menos como queria o que costuma ser bem difícil de entender, pois eu não sei nome de nenhum tecido ou corte e, por causa dessa dificuldade, quase nunca uma roupa fica do jeito que eu imaginei. Mas dessa vez deu tudo certo, consegui achar exatamente o tecido que tinha em mente e, fomos ajustando o feitio durante a confecção.

Durante esses 5 meses era sempre muito bom ir à casa da Magali, conversávamos muito e fui aprendendo um pouco sobre cortes e tecidos, até que chegou o grande dia! A própria Magali levou o vestido para mim e me ajudou a colocá-lo, e olhando agora as fotos, tenho certeza que foi a escolha mais acertada que eu fiz, consegui ter o vestido exatamente no meu estilo e sem a tal da anágua que tanto me disseram que tinha que ter.

Joyce Rebello

 

Noiva: Carolina Barbieri

Normalmente, as noivas ficam muito nervosas na escolha do vestido. Mas a noiva de hoje, a Carolina Barbieri, foi a noiva mais tranquila que já conheci. Não ficou ansiosa durante o processo. O vestido foi bastante trabalhoso, mas valeu a pena pela beleza que ficou. O modelo foi feito com cetim bucol, organza de seda pura, e o cinto de pérola Swarovski e cristais. Ficou lindo e resultado foi tudo que ela sonhou!

Veja as fotos do vestido dos sonhos e abaixo o depoimento da Carol!

Publicar-Carol4

Foto: Rogério Von Kruger /Cerimônia: Igreja Santa Cruz dos Militares/Festa: Cais do Oriente/Data: 15/12/2012

Publicar-Carol3

Foto: Rogério Von Kruger /Cerimônia: Igreja Santa Cruz dos Militares/Festa: Cais do Oriente/Data: 15/12/2012

Publicar-Carol2

Foto: Rogério Von Kruger /Cerimônia: Igreja Santa Cruz dos Militares/Festa: Cais do Oriente/Data: 15/12/2012

Publicar-Carol1

Foto: Rogério Von Kruger /Cerimônia: Igreja Santa Cruz dos Militares/Festa: Cais do Oriente/Data: 15/12/2012

 

“A ideia do vestido surgiu quando eu estava procurando na internet em uma loja de vestidos famosa e me apaixonei pelo modelo. Antes de conhecer a Magali viajei pra NY decidida a comprar o vestido, experimentei o modelo que eu queria, mas não tinha o meu tamanho e deveria ser encomendado, como eu não tinha tempo, desisti e resolvi mandar fazer no Brasil. Uma amiga vendo o programa Chuva de Arroz me passou o contato da Magali e no mesmo dia liguei pra ela e nos encontramos. Foi ótimo porque pude fazer as modificações que eu queria, originalmente o vestido tinha outro tecido, a manga era para o lado direito e a faixa era bem mais simples, ficou muito mais bonito! Maravilhoso!” 

Carolina Barbieri

 

 

 

 

Noiva: Camilla Alves

Eu me envolvo tanto com as noivas que de clientes, viram minhas amigas.  A Camilla Alves, noiva de hoje, é uma delas. Eu a conheci quando ela era assessora do Carlos Tufvesson, e me procurou para fazer o vestido. Sempre alto astral, Camilla já veio com a ideia do modelo e juntas escolhemos o tecido. A cada prova, ela ficava mais feliz e se sentia cada vez mais bonita. O vestido foi feito em renda francesa, crepe Georgette de seda pura, cetim de seda pura e tule francês. No dia do casamento, a Camilla ficou uma noiva muito linda e muito romântica! Depois nos tornamos grandes amigas e ela continua fazendo roupas comigo. É uma pessoa simples, bacana e maravilhosa!

Confira as fotos, ficaram lindas! Veja também o depoimento da Camilla!

Publicar-Camilla-Alves1

Foto: Túlio Thomé/Cerimonia e Festa: Sítio Meio do Mato/Data: 12/11/11

 

Publicar-Camilla-Alves2

Foto: Túlio Thomé/Cerimonia e Festa: Sítio Meio do Mato/Data: 12/11/11

 

“Conheci a Magali na época em que eu fazia assessoria para o estilista Carlos Tufvesson. Magá, como eu a chamo, era a querida das noivas. Sempre presente nas provas mais importantes e decisivas e encantando com a sua calma e simpatia, o que conta muito nesse momento tão importante para toda a mulher.

Quando eu fechei a data do casamento, já sabia que não ia encontrar meu vestido nessas lojas de aluguel. Mesmo assim dei uma chance para aquele momento frufru e de paparico e visitei duas lojas. É claro que o modelo que eu queria não estava lá. Eu tinha algumas ideias e referências na minha cabeça e resolvi ligar para a Magá

Lembro como se fosse hoje… ela foi super fofa e marcamos um encontro para dois dias depois. Tudo fluiu tão bem que no mesmo dia já escolhemos os tecidos e ela deu início ao trabalho. Meu vestido ficou pronto super rápido e só precisei de 2 provas antes da prova final. Fiquei muito feliz! Ele ficou a minha cara e exatamente como eu queria.

Magali ainda fez o vestido das minhas daminhas. Até hoje tem gente me ligando para perguntar quem fez o meu vestido. Os vestidos das daminhas estão por aí, alegrando outras casamentos de grandes amigas minhas.”

Camilla Alves