Arquivo da tag: renda francesa

Noiva: Joyce Rebello

A noiva de hoje é a Joyce Rebello que me descobriu depois de assistir ao programa “Chuva de Arroz” do GNT, no qual eu havia confeccionado um vestido para outra noiva. No mesmo dia que ela me procurou, conversamos e já fechamos o modelo. Ela chegou com uma ideia em mente e já sabia como queria o vestido. Foram umas cinco provas e na última, ela ficou muito feliz pois o vestido ficou exatamente como ela queria. O modelo foi confeccionado com renda francesa, Musselini de seda pura, cetim de seda pura e forro de alfa seda. Super calma, Joyce foi uma noiva ótima e não me deu trabalho. E o resultado ficou lindo!

Veja as fotos e abaixo o depoimento da Joyce!

Noiva_Joyce Rebello

Foto: Um instante fotografia /Cerimônia e Festa: Maison Paineiras/Data: 04/08/2013

Noiva_Joyce Rebello2

Foto: Um instante fotografia /Cerimônia e Festa: Maison Paineiras/Data: 04/08/2013

Noiva_Joyce Rebello3

Foto: Um instante fotografia /Cerimônia e Festa: Maison Paineiras/Data: 04/08/2013

Noiva_Joyce Rebello4

Foto: Um instante fotografia /Cerimônia e Festa: Maison Paineiras/Data: 04/08/2013

Miguel e eu moramos juntos há 6 anos porém, sempre comentávamos de fazer uma festa para celebrar nossa união. Até que em janeiro desse ano deixamos de protelar e decidimos colocar o desejo em prática. Após uma busca rápida pela internet, fechamos no final do mês de janeiro a casa de festas que foi o item que efetivamente deu início a realização do sonho.

Após essa etapa, fui em busca de um vestido, achei que seria algo relativamente fácil uma vez que sempre soube o estilo que queria, algo que demonstrasse minha personalidade e minhas preferências. Nada brilhoso, com renda delicada, toques retrô e romântico. Ledo engano!

Comecei minhas buscas pelos sites americanos e ingleses, e não encontrei nada que me agradasse. Aproveitei uma viagem à Espanha e marquei numa loja e quando provei o vestido que havia gostado pela internet, vi que seria muito mais difícil do que imaginava, não me identifiquei com a saia bolo de noiva e ainda soube nesse dia que a maior parte dos vestidos necessitam que se use anáguas. Eu detestei a anágua, resolvi ali que queria um vestido sem esse item, que fosse mais fluído.

Retornando ao Brasil, ainda procurei em lojas de aluguel sem encontrar nenhum modelo que me identificasse, decidindo nesse momento partir para confecção do vestido e ao final, já quando havia encontrado apenas uma loja em São Paulo que vendia o estilo que tinha em mente, vi por acaso um episódio do programa “Chuva de Arroz” que aparecia uma noiva com um vestido feito pela Magali. Sabendo que o casamento tinha ocorrido no Rio, prontamente fui ao site e peguei o telefone. Até isso ocorrer já estávamos em março e o meu casamento estava marcado para o primeiro final de semana de agosto.

Insegura com relação ao tempo e aos valores, mas incentivada pela minha mãe, liguei para a Magali e perguntei se era viável fazer um vestido em 5 meses e quanto seria o valor médio. Como o valor estava na média do de São Paulo, marquei com ela na semana seguinte e assim começou nossa história.

Apesar de ter ideia do que queria, eu não sei desenhar e não tenho hábito de guardar referências, então quase tudo foi feito pegando elementos de vários vestidos e explicando mais ou menos como queria o que costuma ser bem difícil de entender, pois eu não sei nome de nenhum tecido ou corte e, por causa dessa dificuldade, quase nunca uma roupa fica do jeito que eu imaginei. Mas dessa vez deu tudo certo, consegui achar exatamente o tecido que tinha em mente e, fomos ajustando o feitio durante a confecção.

Durante esses 5 meses era sempre muito bom ir à casa da Magali, conversávamos muito e fui aprendendo um pouco sobre cortes e tecidos, até que chegou o grande dia! A própria Magali levou o vestido para mim e me ajudou a colocá-lo, e olhando agora as fotos, tenho certeza que foi a escolha mais acertada que eu fiz, consegui ter o vestido exatamente no meu estilo e sem a tal da anágua que tanto me disseram que tinha que ter.

Joyce Rebello

 

Noiva: Daniele Hornos

A noiva de hoje, Daniele Hornos, teve pouquíssimo tempo para fazer o vestido, apenas três meses. Ja viu né? A ansiedade estava a mil: ela me ligava todos os dias e queria fazer muitas provas. Para que desse tudo certo, me dediquei ao máximo nesse vestido e o resultado ficou lindo! O modelo foi feito em cetim Chanel de seda pura, Musselini, renda francesa e forrado com seda branca. Maravilhoso!

Confira as fotos e o depoimento da Daniele!

Casamento-Dani-e-Erich-ok

Foto: Mauro Ribeiro/Cerimônia e Festa: São Paulo/Data: 15.04.2011

Daniele-e-Erich-ok

Foto: Mauro Ribeiro/Cerimônia e Festa: São Paulo/Data: 15.04.2011

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Conhecia o trabalho da Magali através do atelier do Tuvfesson e quem me indicou foi a Flavinha Leal, que me ajudou muito em todo o processo, inclusive me indicando a Magali que tem mãos de anjo, acabamento lindo, e trabalha renda como ninguém!! Fizemos o vestido em 3 meses e ele ficou maravilhoso”.

Daniele Hornos

 

Noiva: Thays Raposo

Imprevistos acontecem com as noivas antes do casamento e com a Thays Raposo não foi diferente. Não tinha dado certo o vestido que ela tinha feito e me procurou bastante nervosa e ansiosa. E para complicar ainda mais, a Thays quebrou o pé perto do dia da festa e acabou ganhando um pouco de peso. Quando veio provar o vestido, confesso que fiquei nervosa mas não passei isso para ela e só a tranquilizei. Mas tudo deu certo no final, na última prova, o vestido estava maravilhoso e ela ficou muito emocionada, assim como eu, a mãe e a irmã dela. O modelo foi feito com renda francesa branca todo bordado, cetim branco, e o véu em tule francês e viéis de cetim de seda pura branca. Depois eu recebi um cartão lindo da mãe dela, que me levou às lágrimas, agradecendo que filha ficou linda no altar.

Não deixe de ver as fotos e o depoimento da Thays!

Thays-Raposo1

Foto: Pepê Oliveira/Cerimônia: Paróquia Divina Misericórdia/Festa: Casa de Festas Maison Blanche, Vila Valqueire/Data: 23.11.2012

Thays-Raposo2

Foto: Pepê Oliveira/Cerimônia: Paróquia Divina Misericórdia/Festa: Casa de Festas Maison Blanche, Vila Valqueire/Data: 23.11.2012

Thays-Raposo3

Foto: Pepê Oliveira/Cerimônia: Paróquia Divina Misericórdia/Festa: Casa de Festas Maison Blanche, Vila Valqueire/Data: 23.11.2012

“A Magali é a minha fada madrinha! Tudo começou com o anúncio do meu noivado às amigas do trabalho, conversa vai e conversa vem, uma amiga me indicou a Magali para fazer o meu vestido de noiva. Minha mãe ligou para ela, mas com medo de ser um sonho muito distante, resolvi arriscar em outro lugar… Depois de um tempo, a Magali me ligou e expliquei isso a ela.

Ocorre que o risco que tomei, não valeu a pena e o meu sonho quase foi destruído. Pedi socorro à Magali, que recebeu a mim e minha mãe de forma maravilhosa, e não demorou nada para que nos apaixonássemos por ela. Ela me acalmou e me tranquilizou, e dali, daquele encontro em junho de 2012, o meu sonho começou a se tornar realidade…

A Magali conseguiu concretizar um sonho que nem eu sabia que tinha. Com mãos de fada (e puxadas de orelha sobre o meu peso), ela fez o meu vestido e véu como ninguém poderia ter feito… Levou a mim, minha mãe e irmã às lagrimas na penúltima prova!

Serei eternamente grata à querida Magali, por fazer o meu vestido de noiva da forma como sonhei… por fazer minha mãe e irmã tão felizes… e pelo carinho e atenção que ela nos deu!”

Thays Raposo

 

 

 

Noiva: Lorena Negri

Eu faço vestidos para noivas que se casam em todos os cantos do país e a noiva de hoje, a Lorena Negri, se casou no Espirito Santo, sua cidade natal. Ela chegou muito simpática, carinhosa, me abraçava, me beijava, e foi muito prazeroso fazer o vestido. A família dela também é incrível, e os pais se emocionaram muito na última prova. Senti muito em não poder vesti-la, porque era em outro estado, mas seria um prazer! A Lorena vestiu um modelo feito com renda francesa branca, crepe Georgette, tule Point d’Espirit. Ficou linda!

Confira as fotos do modelo romântico e o depoimento da Lorena!

Publicar_Lorena-Negri1

Foto: Marina Favato /Cerimônia e Festa: Le Buffet Lounge, Vitória – ES/Data: 08/06/2012

Publicar_Lorena-Negri2

Foto: Marina Favato /Cerimônia e Festa: Le Buffet Lounge, Vitória – ES/Data: 08/06/2012

 

“Eu estava procurando um vestido romântico, tinha algumas referencias como renda, decote, fluidez, mas ainda não tinha nenhum modelo definido. Então uma amiga me indicou a Magali, a costureira e modelista que tinha feito o vestido de sua prima em carater emergencial e tinha ficado lindo (e ela ainda tinha trabalhado com Carlos Tufvesson!)! Além da qualidade da costura, ela tinha elogiado muito a personalidade da Magali e o carinho que estava tendo com sua prima. Pensei: Tenho que conhecer essa Magali.

Cheguei na casa da Magali e encontrei uma senhora mulata, baixinha que dava vontade de abraçar. Começamos a conversar, ela me mostrou alguns modelos e me apaixonei pelo meu vestido de noiva. A definição do vestido foi muito rápida, e o processo do feitio do vestido foi muito tranquilo, e emocionante ver a construção daquele vestido que ficará guardado na minha memória para sempre. Como eu casei em Vitória, ela não pôde estar no dia para me vestir, mas na última prova, para buscar o vestido, levei meu pais (dica da Magali: “os pais podem se emocionar muito quando te verem. Assim eles já vão se preparando”.) e minha madrinha para verem o vestido. Foi só aí que realmente entendi que o grande dia estava chegando!…  

O vestido ficou perfeito! Me senti a noiva mais bonita do mundo (como todas são)! Muito obrigada minha fofa Magali.”

 Lorena Negri

Noiva: Camilla Alves

Eu me envolvo tanto com as noivas que de clientes, viram minhas amigas.  A Camilla Alves, noiva de hoje, é uma delas. Eu a conheci quando ela era assessora do Carlos Tufvesson, e me procurou para fazer o vestido. Sempre alto astral, Camilla já veio com a ideia do modelo e juntas escolhemos o tecido. A cada prova, ela ficava mais feliz e se sentia cada vez mais bonita. O vestido foi feito em renda francesa, crepe Georgette de seda pura, cetim de seda pura e tule francês. No dia do casamento, a Camilla ficou uma noiva muito linda e muito romântica! Depois nos tornamos grandes amigas e ela continua fazendo roupas comigo. É uma pessoa simples, bacana e maravilhosa!

Confira as fotos, ficaram lindas! Veja também o depoimento da Camilla!

Publicar-Camilla-Alves1

Foto: Túlio Thomé/Cerimonia e Festa: Sítio Meio do Mato/Data: 12/11/11

 

Publicar-Camilla-Alves2

Foto: Túlio Thomé/Cerimonia e Festa: Sítio Meio do Mato/Data: 12/11/11

 

“Conheci a Magali na época em que eu fazia assessoria para o estilista Carlos Tufvesson. Magá, como eu a chamo, era a querida das noivas. Sempre presente nas provas mais importantes e decisivas e encantando com a sua calma e simpatia, o que conta muito nesse momento tão importante para toda a mulher.

Quando eu fechei a data do casamento, já sabia que não ia encontrar meu vestido nessas lojas de aluguel. Mesmo assim dei uma chance para aquele momento frufru e de paparico e visitei duas lojas. É claro que o modelo que eu queria não estava lá. Eu tinha algumas ideias e referências na minha cabeça e resolvi ligar para a Magá

Lembro como se fosse hoje… ela foi super fofa e marcamos um encontro para dois dias depois. Tudo fluiu tão bem que no mesmo dia já escolhemos os tecidos e ela deu início ao trabalho. Meu vestido ficou pronto super rápido e só precisei de 2 provas antes da prova final. Fiquei muito feliz! Ele ficou a minha cara e exatamente como eu queria.

Magali ainda fez o vestido das minhas daminhas. Até hoje tem gente me ligando para perguntar quem fez o meu vestido. Os vestidos das daminhas estão por aí, alegrando outras casamentos de grandes amigas minhas.”

Camilla Alves

Daminhas: Inara Aragão

Quem não se encanta com a entrada das daminhas nas cerimônias de casamento? Elas dão um toque angelical e alegram aquele momento de expectativa. A produção dessas lindas princesinhas, que provoca suspiros nos convidados, é pensado com todo cuidado e carinho!
As daminhas de hoje acompanharam a noiva Inara Aragão até o altar. Elas vestiram um modelinho feito de renda francesa, tule francês e faixa de tafetá. Não são umas fofuras?

Vestidos-Daminhas

Foto: Juliana Pessoa

 

Noiva: Inara Aragão

A noiva de hoje foi uma das que mais me emocionou! Muito amável e carinhosa, a Inara Aragão trouxe o vestido que havia comprado, mas não estava segura. Eu a ajudei a transformá-lo e me emocionei logo na primeira prova. Ela escolheu um lindo modelo de renda francesa, Musselini de seda pura, crepe de seda, o véu em tule francês off e o cinto de mini pérolas. No dia do casamento, fui vesti-la, e ela estava tão linda e tão feliz que não contive as lágrimas! A Inara é fora de série, tudo de bom!

Vejam as fotos do vestido, vocês vão ficar encantadas! Leiam também o depoimento da Inara!

Publicar_Inara-Aragao_1

Foto: Juliana Pessoa/Cerimonia e Festa: Casa das Canoas/Data: 15/11/2012

Publicar_Inara-Aragão2

Foto: Juliana Pessoa/Cerimonia e Festa: Casa das Canoas/Data: 15/11/2012

Publicar_Inara-Aragão3final

Foto: Juliana Pessoa/Cerimonia e Festa: Casa das Canoas/Data: 15/11/2012

Publicar_Inara-Aragão4.1

Foto: Juliana Pessoa/Cerimonia e Festa: Casa das Canoas/Data: 15/11/2012

A história do meu vestido, ou melhor, a saga do meu vestido foi muito louca! Decidi comprar meu vestido nos Estados Unidos, sempre ouvi falar que era superbarato (e é mesmo!). Tenho facilidade de viajar para fora, então queria experimentar o vestido aqui e encomendar o vestido pela internet para economizar meu tempo na viagem. Fui a São Paulo e gostei de um vestido de uma estilista super famosa e encomendei pela internet e mandei entregar no apart que meu noivo estava hospedado em San Diego (o vestido vinha com certificado e tudo, era original, entregou na data certa, até então tudo certo!).

Fui encontra-lo para fazermos um tour pela California, quando  vi o vestido pela primeira vez! Meu deus, que decepção! O vestido foi exatamente o que pedi mas acho que com o calor da emoção de experimentar um vestido de noiva, quando fui a São Paulo, não percebi o acabamento do vestido. Voltei de viagem supertriste mas sem coragem de falar para minha mãe que o vestido não era aquele que eu gostaria de usar! Mas mãe é sempre mãe, ela percebeu no meu olhar que eu não estava gostando do vestido. O tecido era de péssima qualidade e nada combinava comigo.

Foi quando fui fazer meu sapato e contei minha insatisfação para Sonia(quem fez meu sapato) e ela me indicou uma costureira que tinha salvado outra noiva! Descobri a Magali! Levei meu vestido para ela ver e começamos a pensar no que fazer para transformar aquele vestido! No final das contas troquei TUDO no vestido, a única parte do vestido anterior que permaneceu foi a estrutura e o forro interno do peito, até a cor do vestido mudou(troquei de branco para off white). O vestido antigo tinha uma saia de várias camadas de um tule e uma renda no peito muito vagabundos, enfim, fiz um vestido novo todo em renda francesa com um cinto de micro perolas com um laço Channel e as costas com espartilho. A Magali também fez meu véu em tule francês.

No final deu tudo certo! Graças a Magali, todos elogiaram meu vestido e eu me senti muito linda e realizada. Pedi socorro para ela 5 meses antes do casamento. Fiquei muito ansiosa para ver o resultado, fiz algumas provas antes da entrega final e o ficou maravilhoso! A Magali salvou minha vida!” 

Inara Aragão